Home Sem categoria Colheita de sal: Grande projeto de infraestrutura lançado no Mar Morto

Colheita de sal: Grande projeto de infraestrutura lançado no Mar Morto

Autor

Data

Categoria

A empresa Dead Sea Works, de propriedade da Israel Chemicals Ltd. (ICL), lançou um dos maiores e mais complexos projetos de infraestrutura já realizados em Israel – o projeto Salt Harvest.

As lagoas de sal da ICL constituem a parte sul do Mar Morto. Muitos hotéis e atrações turísticas foram construídos nas margens dessas lagoas e utilizam sua produção de sal para a indústria do turismo local. Especificamente, uma grande lagoa – Lagoa 5 – “permite o … sustento de milhares de pessoas [who are] dependente de [its] nível de água estável “, de acordo com a ICL.
Com 20 milhões de toneladas de sal afundar no fundo das lagoas de sal da ICL todos os anos, manter um nível de água estável requer a extração de minerais por meio da evaporação solar. O objetivo do projeto é colher e transferir o sal da Lagoa 5, que inclui uma área de aproximadamente 80 quilômetros quadrados, para a bacia norte do Mar Morto.

Manter os níveis de água estáveis ​​na Lagoa 5 é importante, porque se a água subir acima de um determinado nível, pode resultar em danos estruturais às fundações das estruturas do hotel situadas perto da borda da água e a outras infraestruturas na costa oeste da Lagoa 5.

O processo de extração das enormes quantidades de sal será realizado por três dragas marítimas elétricas construídas especialmente para o projeto pela empresa Hollow Shallow Sea Dredging. Alcançando 141 metros de comprimento e 24 metros de largura, essas máquinas estão entre as maiores do tipo já construídas.

O projeto, que deve atingir o custo de NIS 7 bilhões, será pago em grande parte pela ICL, que, de acordo com um acordo firmado com o governo israelense em 2012, cobre 80% do custo do projeto.

“Este é um projeto significativo … que prova que produção industrial e soluções sustentáveis ​​podem vir juntas, disse Noam Goldstein, presidente da Divisão Potash da ICL, referindo-se aos esforços que foram feitos para garantir que o projeto não prejudique o turismo local. Isso inclui o planejamento de dragas exclusivas, construídas de forma a evitar a interferência de ruído durante o trabalho em hotéis próximos.

“A realização deste projeto permite o desenvolvimento contínuo do turismo no Mar Morto, juntamente com a indústria, criando novos empregos e incentivando as pessoas a se mudarem para a área”, acrescentou Goldstein.

Shimi Daniel, CEO da Dead Sea Preservation Government Company, que opera em nome da Ministério do turismo, acrescentou que “a plena cooperação que temos mantido com a indústria local prova que os industriais entendem a importância estratégica que a região tem para o futuro do país”.

Fonte: https://www.jpost.com/israel-news/salt-harvest-major-infrastructure-project-launched-at-the-dead-sea-647565

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos recentes

Bebê morre afogado em batismo da Igreja Católica Ortodoxa

Contando com cerca de 250 milhões de fiéis no mundo, presentes principalmente na Europa Oriental, em países como Rússia, Romênia e Ucrânia, a Igreja...

Governo do Reino Unido está pensando em bater nas portas de vacinas de refusniks

O governo do Reino Unido está considerando um plano para enviar funcionários do conselho para bater nas portas daqueles que se recusaram a tomar...

Rompendo com a tradição católica, o papa indica a primeira mulher para um cargo sênior

CIDADE DO VATICANO, Santa Sé - O Papa Francisco rompeu com a tradição católica ao nomear uma mulher como subsecretária do sínodo dos bispos,...

Vacinação desacelerou em 50%, lamenta oficial, culpando ‘notícias falsas’ online

Mesmo que as vacinas estejam agora sendo oferecidas a todos os israelenses com mais de 16 anos, o ritmo das vacinações diminuiu drasticamente, disse...

‘Devíamos nos teletransportar, não dirigir’, diz Zuckerberg

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, acredita que o gigante da mídia social está prestes a transformar a maneira como as pessoas...