Home Sem categoria IDF destrói estruturas beduínas ilegais no dia das eleições nos EUA

IDF destrói estruturas beduínas ilegais no dia das eleições nos EUA

Autor

Data

Categoria

Israel tem demolido quase uma aldeia beduína no Cisjordânia, deslocando 73 palestinos – incluindo 41 crianças – na maior demolição em anos, disseram residentes e um funcionário das Nações Unidas. Casas com tendas, abrigos de animais, latrinas e painéis solares estavam entre as estruturas destruídas no vilarejo de Khirbet Humsah na terça-feira, segundo ao funcionário da ONU. A agência militar de ligação de Israel com os palestinos, COGAT, confirmou que uma demolição foi realizada contra o que ela disse serem estruturas ilegais. Na quinta-feira de manhã, os moradores já haviam voltado ao local, usando barracas doadas pela ajuda palestina grupos, de acordo com uma testemunha da Reuters. Os restos da aldeia demolida ficavam nas encostas, com apenas duas das casas originais ainda a alguma distância das outras. “Eles querem nos expulsar da área para que os colonos possam viver em nosso lugar, mas não vamos sair daqui “, disse o residente Harbi Abu Kabsh, referindo-se aos cerca de 430.000 colonos israelenses que vivem ao lado de três milhões de palestinos em t Cisjordânia, que Israel capturou em uma guerra de 1967. O COGAT divulgou na quarta-feira um comunicado dizendo que uma “atividade de repressão” foi realizada pelas forças israelenses “contra 7 tendas e 8 cercados que foram construídos ilegalmente, em um campo de tiro localizado em o Vale do Jordão. “

Israel frequentemente cita a falta de licenças de construção para demolir estruturas palestinas na Cisjordânia. Yvonne Helle, uma coordenadora humanitária das Nações Unidas nos territórios palestinos, disse que agências de ajuda visitaram Khirbet Humsah e registraram 76 estruturas demolidas, “mais do que em qualquer outra demolição na última década. “O grupo israelense de direitos humanos B’Tselem disse que as estruturas incluíam 18 tendas e galpões. O primeiro-ministro palestino Mohammad Shtayyeh acusou Israel de cronometrar a demolição para o dia das eleições nos Estados Unidos, quando o mundo estava distraído .Ele escreveu no Twitter: “Como a atenção está voltada para # USElection2020, Israel escolheu esta noite para cometer outro crime / encobri-lo: demolir 70 estruturas palestinas, incluindo casas.”

Um porta-voz do COGAT na quinta-feira não fez comentários imediatos sobre a alegação de Shtayyeh. Mas seu comunicado na quarta-feira disse: “A fiscalização foi realizada de acordo com as autoridades e procedimentos, e sujeita a considerações operacionais”. Cerca de 689 estruturas foram demolidas na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental até agora este ano, deixando 869 palestinos desabrigados , de acordo com as Nações Unidas.

Fonte: https://www.jpost.com/israel-news/idf-razes-most-of-palestinian-bedouin-village-on-us-election-day-648099

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos recentes

Bebê morre afogado em batismo da Igreja Católica Ortodoxa

Contando com cerca de 250 milhões de fiéis no mundo, presentes principalmente na Europa Oriental, em países como Rússia, Romênia e Ucrânia, a Igreja...

Governo do Reino Unido está pensando em bater nas portas de vacinas de refusniks

O governo do Reino Unido está considerando um plano para enviar funcionários do conselho para bater nas portas daqueles que se recusaram a tomar...

Rompendo com a tradição católica, o papa indica a primeira mulher para um cargo sênior

CIDADE DO VATICANO, Santa Sé - O Papa Francisco rompeu com a tradição católica ao nomear uma mulher como subsecretária do sínodo dos bispos,...

Vacinação desacelerou em 50%, lamenta oficial, culpando ‘notícias falsas’ online

Mesmo que as vacinas estejam agora sendo oferecidas a todos os israelenses com mais de 16 anos, o ritmo das vacinações diminuiu drasticamente, disse...

‘Devíamos nos teletransportar, não dirigir’, diz Zuckerberg

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, acredita que o gigante da mídia social está prestes a transformar a maneira como as pessoas...