Home Sem categoria Índia tem bons motivos para rejeitar o RCEP

Índia tem bons motivos para rejeitar o RCEP

Autor

Data

Categoria


MUMBAI – Raramente os principais e frequentemente rebeldes partidos políticos da Índia concordam com a posição do governo em questões relacionadas ao comércio, empregos e economia doméstica.

Mas na preparação para a assinatura de hoje da Parceria Econômica Global Regional (RCEP), agora o maior acordo de livre comércio do mundo composto por 15 nações asiáticas, políticos de todas as divisões políticas buscaram levar o crédito pela exclusão da Índia do pacto, em o nome de proteger “interesses nacionais”.

A Índia desistiu das negociações do RCEP em novembro de 2019, após participar de 28 das 31 rodadas de negociações em um período de seis anos. A retirada da Índia, anunciada no ano passado em uma declaração de um líder conjunto emitida no final de uma cúpula da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) em Bangkok, disse que a Índia tinha “questões pendentes significativas que permanecem sem solução”.

A decisão de Nova Delhi deveu-se em grande parte a preocupações com a participação do RCEP em expor os produtores e fabricantes indianos a uma enxurrada de importações baratas e principalmente chinesas, um fluxo comercial desigual que autoridades indianas dizem que teria prejudicado milhões de empresas, indústrias e empregos locais.

Os setores têxteis, agrícolas e de laticínios indianos, que empregam centenas de milhões de trabalhadores, são vistos como os mais vulneráveis ​​às importações chinesas e de outros signatários do RCEP. De acordo com o pacto, a Índia teria que reduzir continuamente os níveis de tarifas.

Fonte: https://asiatimes.com/2020/11/india-has-good-reason-to-reject-the-rcep/

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos recentes

Bebê morre afogado em batismo da Igreja Católica Ortodoxa

Contando com cerca de 250 milhões de fiéis no mundo, presentes principalmente na Europa Oriental, em países como Rússia, Romênia e Ucrânia, a Igreja...

Governo do Reino Unido está pensando em bater nas portas de vacinas de refusniks

O governo do Reino Unido está considerando um plano para enviar funcionários do conselho para bater nas portas daqueles que se recusaram a tomar...

Rompendo com a tradição católica, o papa indica a primeira mulher para um cargo sênior

CIDADE DO VATICANO, Santa Sé - O Papa Francisco rompeu com a tradição católica ao nomear uma mulher como subsecretária do sínodo dos bispos,...

Vacinação desacelerou em 50%, lamenta oficial, culpando ‘notícias falsas’ online

Mesmo que as vacinas estejam agora sendo oferecidas a todos os israelenses com mais de 16 anos, o ritmo das vacinações diminuiu drasticamente, disse...

‘Devíamos nos teletransportar, não dirigir’, diz Zuckerberg

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, acredita que o gigante da mídia social está prestes a transformar a maneira como as pessoas...