Home Todas as fontes FoxNews Jason Chaffetz: Um presidente Biden poderia entregar essas 7 grandes surpresas

Jason Chaffetz: Um presidente Biden poderia entregar essas 7 grandes surpresas

Autor

Data

Categoria

Se – e ainda é um grande se – ex-vice-presidente Joe Biden realmente vence a corrida pela Casa Branca, pode haver algumas grandes surpresas e consequências indesejadas. Aqui estão minhas previsões para sete grandes surpresas:

1 – A presidente da Câmara, Nancy Pelosi, D-Calif., Fará uma reverência e partirá do Congresso.

Sem dúvida Pelosi é uma glutona pela política bruta e corpo a corpo na Câmara dos Representantes, mas neste ponto ela não tem mais nada a provar ou alcançar.

TUCKER CARLSON: UMA VITÓRIA DE BIDEN USARIA NA ERA DA OLIGARQUIA

Pelosi fará 81 em março. Ela foi presidente da Câmara duas vezes. Ela arrecadou mais dinheiro do que qualquer pessoa na história do Congresso – Câmara ou Senado.

Agora parece o momento ideal para a partida de Pelosi, já que os democratas da Câmara estão profundamente divididos entre os de esquerda, extrema esquerda e radical socialista.

Mais da opinião

Embora os democratas continuem na maioria da Câmara como resultado da eleição que terminou esta semana, eles perderam cadeiras. Isso deixou muitos membros democratas insatisfeitos e apontando números uns para os outros para explicar suas perdas.

Todos os republicanos da Câmara que se candidataram à reeleição venceram, colocando os republicanos em uma posição forte para desafiar os democratas pelo controle majoritário da câmara nas eleições de 2022.

2 – Rep. Hakeem Jeffries, DN.Y. poderia suceder Pelosi como presidente da Câmara.

Se Pelosi sair do Congresso, isso fará com que os democratas da Câmara lutem para eleger um sucessor. O deputado Hakeem Jeffries, DN.Y., pode ser sua escolha.

O nova-iorquino de 50 anos seria o primeiro presidente negro da Câmara. Ele aplacaria a extrema esquerda e viria com o apoio unânime do Congressional Black Caucus.

Jeffries também seria uma nova voz vibrante para a próxima geração de democratas ansiosos para superar a liderança cansada e de baixo desempenho na Câmara.

3 – O filho de Biden, Hunter, provavelmente será investigado.

Curiosamente, um mergulho profundo nos negócios altamente questionáveis ​​de Hunter Biden e na aparente venda de acesso a seu poderoso pai pode de repente chamar a atenção da mídia liberal e daqueles com uma agenda verdadeiramente socialista.

Se Joe Biden se tornar presidente, ele terá um pouco de lua de mel. A equipe Biden pode querer usar o período de lua-de-mel para obter resultados iniciais sobre o escândalo envolvendo o filho do recém-eleito presidente.

Podemos esperar que o governo Trump nomeie um advogado especial para investigar como Hunter Biden arrecadou enormes somas de dinheiro por um trabalho para o qual não estava qualificado – simplesmente porque era filho do vice-presidente.

Considere a investigação um presente de despedida do presidente Trump – e que é mais do que justificado.

Uma vez estabelecida, a investigação de Hunter Biden será quase impossível para Joe Biden parar. E o novo presidente pode descobrir que uma investigação honesta eventualmente o implica em má conduta de seu filho.

Não se engane – há muito o que investigar.

4 – Democratas de extrema esquerda podem se voltar contra Biden para tentar fazer Kamala Harris presidente.

Biden fará 78 anos em 20 de novembro, o que o tornará a pessoa mais velha a tomar posse como presidente (Ronald Reagan fez 78 anos poucos dias após o término de seu segundo mandato). Isso levou muitas pessoas a especular que, se Biden se tornar presidente, ele não servirá por mais de um mandato de quatro anos.

Os democratas de extrema esquerda estão muito mais entusiasmados com as políticas da senadora Kamala Harris, da Califórnia, que se tornaria vice-presidente se Biden substituísse o presidente Trump. Podemos esperar que pressionem Biden a se retirar da Casa Branca após um mandato, para que Harris possa concorrer para sucedê-lo e implementar mudanças revolucionárias que colocam nossa nação no caminho do socialismo.

Para evitar que Biden busque um segundo mandato, os democratas radicais podem se juntar aos republicanos para pressionar por uma investigação séria de Hunter Biden, que aumentaria as chances de Joe Biden não buscar um segundo mandato.

5 – Georgia em minha mente.

Haverá duas eleições de segundo turno na Geórgia para assentos no Senado dos EUA. 5 de janeiro. Isso porque a Geórgia exige que um candidato obtenha mais de 50% dos votos para ser eleito. Mais de dois candidatos concorreram em ambas as corridas, impedindo qualquer candidato de atingir o limite de 50%.

Isso significa que a Geórgia pode ver cerca de US $ 1 bilhão gasto em disputas que determinam se democratas ou republicanos obterão o controle majoritário do Senado.

As corridas na Geórgia serão caóticas, com um número incontável de novos eleitores, ações judiciais e travessuras como nunca vimos.

CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER PARA OBTER NOSSA OPINIÃO NEWSLETTER

6 – Um republicano no Gabinete Biden.

Historicamente, alguém do outro partido é selecionado por um presidente para servir em seu gabinete, embora o presidente Trump não tenha seguido esse precedente.

Um presidente Biden provavelmente seguiria o precedente e selecionaria um republicano. O ex-governador de Ohio, John Kasich? Meghan McCain, filha do senador John McCain, do Arizona? Sen. Mitt Romney de Utah? O ex-senador Jeff Flake, do Arizona? Todos foram úteis para Joe Biden em sua campanha

Quem será? É impossível saber agora.

7 – Um retorno aos negócios normais.

OK, este realmente não é uma surpresa.

Donald Trump veio a Washington para romper a velha ordem e sacudir as coisas com ações sem precedentes. Ele disse que queria “drenar o pântano”.

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

Biden passou a maior parte de sua vida como autoridade eleita em Washington. Ele se tornou senador em 1973 e serviu até começar oito anos como vice-presidente em 2009. Ele restaurará os negócios normalmente em Washington. Os burocratas entrincheirados que Trump chamou de “estado profundo” podem ficar tranquilos – às custas do povo americano.

Mas as primeiras coisas primeiro. Precisamos descobrir se Biden está certo com sua previsão na sexta à noite de que se tornará o próximo presidente dos Estados Unidos. No momento em que escrevo, Trump não desistiu da luta por um novo mandato e tem advogados trabalhando duro em ações judiciais para contestar alguns dos votos por correspondência que estão sendo contados.

CLIQUE AQUI PARA MAIS DE JASON CHAFFETZ

Fonte: https://www.foxnews.com/opinion/biden-presidency-surprises-jason-chaffetz

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos recentes

Bebê morre afogado em batismo da Igreja Católica Ortodoxa

Contando com cerca de 250 milhões de fiéis no mundo, presentes principalmente na Europa Oriental, em países como Rússia, Romênia e Ucrânia, a Igreja...

Governo do Reino Unido está pensando em bater nas portas de vacinas de refusniks

O governo do Reino Unido está considerando um plano para enviar funcionários do conselho para bater nas portas daqueles que se recusaram a tomar...

Rompendo com a tradição católica, o papa indica a primeira mulher para um cargo sênior

CIDADE DO VATICANO, Santa Sé - O Papa Francisco rompeu com a tradição católica ao nomear uma mulher como subsecretária do sínodo dos bispos,...

Vacinação desacelerou em 50%, lamenta oficial, culpando ‘notícias falsas’ online

Mesmo que as vacinas estejam agora sendo oferecidas a todos os israelenses com mais de 16 anos, o ritmo das vacinações diminuiu drasticamente, disse...

‘Devíamos nos teletransportar, não dirigir’, diz Zuckerberg

O fundador e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, acredita que o gigante da mídia social está prestes a transformar a maneira como as pessoas...